segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Cupira-PE: “Meus candidatos são: Mendonça Filho e Guilherme Uchôa” – afirma o prefeito Zé Maria

Prefeito envia nota de esclarecimento à redação do Blog do Willamar Junior, na manhã de segunda-feira(16), logo após a publicação da matéria: VEREADORES FECHAM APOIO A CLODOALDO MAGALHÃES -, onde este blog afirmava que – “Apesar de não ter definido ainda quem será seu deputado estadual, o prefeito de Cupira deixou os vereadores de sua base política à vontade para escolher seu candidato.”

O prefeito José Maria Leite de Macedo, através de sua assessoria, informou que esta afirmação não condiz com a realidade dos fatos, visto que, ele nunca deixou os vereadores da sua base “à vontade” no tocante à escolha dos candidatos a deputado estadual e federa!

A única exceção é o atual presidente do Poder Legislativo Municipal de Cupira, vereador Ricácio Toubson Campina da Silva(Ricacio Enfermeiro), que em razão de acordo, apoiará o deputado estadual Henrique Queiroz(PR).

“Somos um grupo político e, como tal, devemos marchar juntos!” - afirmou o gestor municipal.

E concluiu: “OS MEUS CANDIDATOS SÃO O DEPUTADO ESTADUAL, GUILHERME UCHÔA E O MINISTRO DA EDUCAÇÃO, MENDONÇA FILHO. TODO MEU GRUPO, INCLUINDO OS VEREADORES, DEVERÃO APOIAR ESSES CANDIDATOS. PONTO FINAL !!”

MPPE abre inquérito civil para investigar aluguel de prédio pela prefeitura de Caruaru

Foi publicado no Diário Oficial a abertura de inquérito civil pelo Ministério Público de Pernambuco, para investigar o aluguel de um prédio no centro da cidade, com o intuito de ser usado como gabinete da prefeita Raquel Lyra.
A ação é um pedido do promotor Marcus Tieppo e questiona a contratação por um ano do imóvel ao valor de R$ 40 mil mensais, entre a prefeitura e a empresa dona do prédio.
De acordo com o texto publicado no Diário Oficial, o ofício com as informações sobre o aluguel “não faz remissão específica aos órgãos que demandariam transferência de prédio, apenas informando que após chuvas alguns imóveis necessitariam ser interditados, sem juntar qualquer laudo ou até mesmo apontar os prédios ou extensão dos danos”, diz o texto.
Ainda segundo o MPPE, o procedimento licitatório não trás nenhuma planta do imóvel locado, pesquisa de preço de outros imóveis do mercado ou mesmo documento que comprove sua adequação e potencial de integral utilização ao ponto de dispensar o processo licitatório. “…Que antes de promover a contratação direta, a Administração deverá comprovar a impossibilidade de satisfação do interesse público por outra via e apurar a inexistência de outro imóvel para atendê-lo”, diz o texto.

CUPIRA-PE: VEREADORES FECHAM APOIO A CLODOALDO MAGALHÃES

Acompanhado do empresário Neném da Batata os Três vereadores de Cupira, todos ex-base do prefeito José Maria Leite (DEM), estão fechados com o deputado estadual Clodoaldo Magalhães (PSB) e vão apoiar seu projeto de reeleição para mais um mandato, na eleição do próximo ano.
Irão apoiar Clodoaldo os vereadores Zélia Parteira (PMDB), David Amorim (PTC) e Nai do Farelo (PSB).
Os três parlamentares cupirenses somaram juntos, na eleição de 2016, em torno de 2 mil e 60 votos. 

Além desses três vereadores, confirmados ao lado de Clodoaldo Magalhães, mais o empresário ex-candidato Antônio Inácio e o ex- vereador, Fabio Lessa e família seguiram esse caminho e apoiam o deputado.
Apesar de não ter definido ainda quem será seu deputado estadual, o prefeito de Cupira deixou os vereadores de sua base política à vontade para escolher seu candidato.

Paulo Câmara é apontado como o pior governador da história do estado

Pesquisa de opinião da Uninassau divulgada neste sábado (1), no Blog do Jamildo, mostra que o governador Paulo Câmara (PSB), foi escolhido por 42,3% dos entrevistados como pior governador do Estado da história de Pernambuco. O instituto perguntou aos eleitores sobre quem foi, na opinião deles, o melhor e o pior governador do Estado.

O PIOR GOVERNADOR DO ESTADO

Paulo Câmara – 42,3%

Jarbas Vasconcelos – 5,3%
Eduardo Campos – 3%
Roberto Magalhães – 1%

MAIORIA NÃO ADMIRA NINGUÉM

Em tempos de operação Lava Jato, há uma elevada antipatia com os políticos de um modo geral. A tendência pode ser verificada a partir da indagação de quem seria o político de Pernambuco que o eleitor mais admira. Mais da metade dos entrevistados 54,8%respondeu que não admira nenhum político.
Confira o ranking:

Lula – 8,6%
Eduardo Campos – 5%
Jarbas – 3,8%
Arraes – 1,6%

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Prefeito afastado de São Lourenço contrata ex-ministro da Dilma para defendê-lo

O prefeito afastado de São Lourenço, Bruno Pereira (PTB), contratou o advogado José Eduardo Cardozo para fazer a sua defesa. Cardozo foi deputado federal pelo PT e ministro da Justiça da presidente Dilma Rousseff.
Ele substituirá o criminalista pernambucano Bóris Trindade,que já entrou com pedido de habeas corpus no Tribunal de Justina pedindo que o prefeito volte ao cargo para o qual o povo o elegeu.
Na última quarta-feira (11), o conselheiro Dirceu Rodolfo, relator no TCE das contas do município de São Lourenço (2017), emitiu três Medidas Cautelares suspendendo os efeitos de contratos assinados pelo prefeito afastado.
A primeira Cautelar determina ao prefeito interino, Gabriel Neto, que suspenda todo e qualquer tipo de pagamento à empresa “Espera”, contratada em caráter emergencial, com dispensa de licitação, pelo período de 180 dias, para realizar serviços de limpeza urbana. A área técnica do Tribunal analisou o contrato e encontrou um sobrepreço no valor de R$ 717.717,00 (19,96% a maior). O valor total do contrato pelo período de seis meses foi de R$ 3.957.000 (três milhões e novecentos e cinquenta e sete mil).
Além disso, constatou que o lixo coletado está sendo armazenado em local impróprio, que o orçamento básico foi superestimado, que havia superfaturamento dos preços unitários e que houve burla ao processo licitatório por meio de prorrogação contratual injustificada (aditivos).
Dirceu Rodolfo recomendou ao atual prefeito que deflagre imediatamente uma nova licitação, para que a população não fique prejudicada, devendo no prazo de seis meses fazer um procedimento licitatório em caráter definitivo (não emergencial).
De acordo ainda com os auditores do TCE, a empresa não comprovou capacidade técnica para a realização desse tipo de serviço e sequer dispõe de veículos e mão de obra capacitada para executá-lo.
A segunda Cautelar expedida teve como alvo a realização de serviços de transporte escolar. A prefeitura contratou por 180 dias, igualmente com dispensa de licitação, a empresa “Getene Transportes” para atender aos estudantes da zona rural.
Foi constatado pelo TCE, no entanto, que os veículos são impróprios para esse tipo de transporte porque têm mais de 10 anos de uso, que não possuem tacógrafo nem extintor de incêndio e que seus motoristas não fizeram o treinamento exigido pelos órgãos de trânsito. O valor do contrato foi de aproximadamente R$ 2 milhões.
O conselheiro determinou ao atual prefeito que suspenda todo e qualquer tipo de pagamento a esta empresa e que faça imediatamente uma nova licitação para não prejudicar os estudantes. Se for necessário, disse ele, a prefeitura pode fazer até contrato individual para o atendimento de rota específica.
A terceira Cautelar teve como alvo a contratação de duas clínicas médicas para prestação de serviços à população na área de ginecologia. Chamou a atenção do TCE o fato de as duas clínicas terem sido criadas em março deste ano, na cidade de Bezerros e pertencerem a dois irmãos (Eugênio Azevedo da Costa e Carolina Azevedo da Costa). O pai de ambos, Eugênio Ferreira da Costa, que é médico, é o responsável técnico pelas duas empresas, que não têm registro no Cremepe (Conselho Regional de Medicina). Os dois contratos pelo prazo de 180 dias totalizaram R$ 1 milhão e 700 mil.
Com base em informações do corpo técnico do TCE, o conselheiro Dirceu Rodolfo vai propor ao prefeito interino na próxima semana a assinatura de um TAG (Termo de Ajuste de Gestão). Caso concorde com essa sugestão, o prefeito se comprometerá com o TCE a tomar determinadas providências dentro do prazo previsto no acordo. Uma delas é realizar no prazo de 180 dias a licitação do lixo e outra, em igual período de tempo, promover concurso público de acordo com as necessidades do município.

MEC libera R$ 3,78 milhões para reformar escolas atingidas por chuvas na Mata Sul

O Ministro da Educação, Mendonça Filho autorizou, nesta quarta-feira, 11, em Primavera (PE), o início das obras de reforma de escolas nos municípios pernambucanos de Amaraji, Caruaru e Quipapá. O montante a ser liberado, de R$ 3,78 milhões, contemplará 24 unidades escolares distribuídas nos três municípios. Esses prédios escolares tiveram suas estruturas afetadas pelas chuvas ocorridas em maio deste ano.
“A Mata Sul foi muito castigada e, logo depois daquelas chuvas, anunciávamos que iríamos socorrer os municípios da região e de Pernambuco, em particular”, afirmou o ministro Mendonça Filho. “Na minha área, da educação, assumimos um compromisso público de destinar para a Mata Sul cerca de R$ 22 milhões para atender vários municípios que pleiteavam recursos. ” O ministro reforçou que outras cidades pernambucanas também serão beneficiadas, mas lembrou que, para o governo federal liberar a verba, o município deve apresentar projetos e propostas para que o dinheiro chegue à população. “Todos os municípios que apresentarem e tiverem adequação do ponto de vista de recursos para serem liberados serão atendidos pelo MEC”, garantiu.
Escola – Em Primavera, Mendonça Filho visitou também a Escola Municipal José Joaquim de Santana. A instituição faz parte de um pacote de obras emergenciais de reconstrução de escolas estaduais e municipais, além de creches, localizadas nas regiões atingidas pelas enchentes de 2010 no município. O valor da obra é de R$ 997.307,04. A escola tem seis salas de aula, salas de leitura, de informática, de professores, da diretoria, secretaria, cozinha, sanitários, , almoxarifado, despensa, pátio central coberto e pátio descoberto. 
“Essa obra foi viabilizada pelo governo federal, por intermédio do FNDE e do governo do estado, para atender à educação básica aqui de Primavera”, explicou. “Quando se cuida da educação das crianças e dos jovens, na verdade se está investindo no futuro deles. Estamos lutando para construir um país diferente e melhor. Isso só é possível se a educação for a base da transformação verdadeira desse país. ” Ao todo, são 163 crianças atendidas na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental.    

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Contador nega versão de Glaucos sobre recibos de aluguéis de Lula

Em declaração por escrito assinada e registrada em cartório, o contador João Muniz Leite afirmou que recebeu comprovantes de pagamento dos aluguéis, do período entre 2011 e 2015, do apartamento 121 do edifício Hill House, em São Bernardo do Campo, que é utilizado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


A afirmação contradiz o que declarou o engenheiro Glaucos da Costa Marques, proprietário do imóvel. Ao depor ao juiz Sérgio Moro, Glaucos disse que não recebeu pagamentos referentes aos aluguéis deste período. Os advogados de Lula informaram que vão entregar os originais dos documentos apresentados em setembro para comprovar o pagamento dos aluguéis - o contrato de locação e 26 recibos. Além disso, outros seis comprovantes de 2011 também foram localizados e colocados à disposição para que passem por uma perícia.




Os originais foram exigidos por Moro, atendendo ao pedido do Ministério Público, que considerou as cópias dos recibos "ideologicamente falsas". Os procuradores apontaram que os recibos tinham datas inexistentes, como 31 de novembro, e erros de português. A defesa de Lula também pediu a Moro que, "por cautela", seja designada audiência formal para a entrega desses documentos na presença de perito habilitado.

Outro documento entregue a Moro contraria a informação fornecida por Glaucos de que os aluguéis só passaram a ser pagos após visitas do advogado e compadre de Lula, Roberto Teixeira, e do contador. A visita do advogado teria ocorrido, segundo ele, em novembro de 2015, e a do contador no mês seguinte. O hospital Sírio-Libanês afirmou ontem não ter registros da entrada de Teixeira no período citado e informou que apenas o contador fez três visitas a Glaucos, em 3 de dezembro de 2015 e nos dois dias seguintes.

Recibos

Na declaração, Muniz afirmou que prestou serviços contábeis para Glaucos entre 2010 e 2015, incluindo a "elaboração das guias do carnê-leão referentes ao recebimento de aluguéis auferidos pelo mesmo em relação à locação de um apartamento para dona Marisa Letícia Lula da Silva". O contador disse que recebia do engenheiro, "periodicamente, os recibos relativos aos pagamentos dos aluguéis por parte da sra. Marisa Letícia Lula da Silva, de 2011 a 2015, os quais serviam também para dar lastro à declaração de Imposto de Renda".

Muniz confirmou que esteve no hospital em 2015. "Não corresponde à verdade que naquela oportunidade eu teria colhido do sr. Glaucos as assinaturas em todos os recibos relativos à locação para a sra. Marisa Letícia Lula da Silva, e sim em apenas alguns meses, que embora tivéssemos os recibos, os mesmos não estavam assinados."

O contador disse ainda que, de 2011 a 2015 também elaborou "as guias relativas ao 'carnê-leão' que eram recolhidos mensalmente pelo sr. Glaucos em relação aos recebimentos de locação".